Friday, 06 de December de 2019

GERAL


Educação

Estudantes classificados em memórias literárias estão em São Paulo participando da Olimpíada de Língua Portuguesa

29 Oct 2019
Divulgação Estudantes classificados em memórias literárias estão em São Paulo participando da Olimpíada de Língua Portuguesa

Mais uma equipe de professores e estudantes está participando do Encontro de Semifinalistas da 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa, categoria memórias literárias, que está sendo realizado em São Paulo. Do Tocantins, estão participando o aluno Luiz Eduardo Pereira da Silva e o professor Átila Miller Fernandes, da Escola Estadual Joaquim Francisco de Azevedo, de Taipas do Tocantins; o estudante Gabriel Antônio de Moura, com a professora Samara Gonçalves Lima, do Colégio Militar de Arraias; e a estudante Ana Clara Luz e a professora Marilda Belizário da Silva Ribeiro, da Escola Municipal Beatriz Rodrigues da Silva, de Palmas.

O estudante Luiz Eduardo está participando com o texto O pequi nosso de cada dia, o aluno Gabriel está na semifinal de Memórias Literárias com o tema Uma fênix em minha vida e a aluna Ana Clara, com o texto Saudades do Canela.

Esse encontro presencial da Olimpíada começou na segunda-feira, 28, e vai até o dia 30, com o anúncio da classificação dos trabalhos dos alunos e entrega de medalhas. Participam do encontro 125 estudantes brasileiros, que compartilham ideias, sonhos e sentimentos nos textos apresentados e seus respectivos professores.

A professora Samara contou que esta é a sua segunda participação na olimpíada. “Participei em 2012, chegamos à etapa final, e estou aprendendo muito. A minha prática pedagógica está sendo redirecionada mais uma vez, graças à troca de experiências e vivências com outros professores do país inteiro, graças também à formação oferecida pela olimpíada, que está sendo realizada em São Paulo e à formação, que é feita no site da OLP. Retornarei para a sala de aula mais revigorada, mais fortalecida para oferecer um ensino de qualidade para nossos alunos. Sinto-me lisonjeada em participar de um concurso desse nível, porque o nível da olimpíada é elevadíssimo”, frisou.

Gênero crônica

Na semana passada, foi realizado o encontro presencial do gênero crônica, na qual os estudantes Allanis Stephani Carvalho, do Colégio Militar de Arraias, e a estudante Ana Beatriz Rodrigues Paes, da Escola Municipal Beatriz Rodrigues, tiveram seus trabalhos classificados para a etapa final da olimpíada. O resultado final será divulgado na primeira semana do mês de dezembro.

A estudante Ana Beatriz concorre com o texto Sempre em busca de luz e Allanis está na final com a crônica Operação Cinderela.

Olimpíada

A Olimpíada tem o objetivo de melhorar o ensino e a aprendizagem da leitura e da escrita, e promover formação para professores que lecionam língua portuguesa. É uma realização do Itaú Social, com a coordenação do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), Programa Escrevendo o Futuro, com a parceria do Ministério da Educação.

Esta é a 6ª edição e representa um reforço para a valorização e a interação dos alunos com o seu território e propõe o tema O lugar onde vivo. A intenção é que os estudantes observem o lugar onde residem, aprofundem o conhecimento sobre sua realidade e estreitem laços com a comunidade. (Josélia de Lima). 

COMPARTILHE:


Confira também:


Primeiro Lugar

Portal O Girassol e Jornalista Suzana Barros conquistam Prêmio Adpeto de Jornalismo

Jornalista Suzana Barros conquistou a premiação com a matéria "As faces da violência contra a mulher".


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira