Friday, 18 de September de 2020

GERAL


Seciju

Mulheres do Assentamento 1º de Janeiro participaram de ações em celebração ao Dia Internacional da Mulher Rural

17 Oct 2019
Mulheres do Assentamento 1º de Janeiro participaram de ações em celebração ao Dia Internacional da Mulher Rural

Empoderar as mulheres do campo para que tenham conhecimento sobre seus direitos e para que tenham a possibilidade de reivindica-los caso sejam negados é um objetivo da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) que em parceria com a Prefeitura de Palmeiras do Tocantins, com a Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) e com o Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins) realizou nesta terça-feira, 15, ação voltada para as mulheres rurais para celebra o Dia Internacional da Mulher Rural.

Durante a ação, foram realizados 520 atendimentos no Assentamento 1º de Janeiro, localizado no município de Palmeiras do Tocantins, durante todo o dia 22 pessoas foram vacinadas, 63 tiveram consultas médicas, 18 fizeram exames de prevenção, 167 realizaram testes rápidos para Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), 39 fizeram o CPF e 160 moradores participaram das palestras.

A embaixadora da campanha Mulheres Rurais pelo Tocantins e servidora da Seagro, Lourdes Cardoso Rezende, contou que a palestra sobre Economia Solidária e Mulheres Rurais teve o objetivo apresentar informações sobre a campanha. “O foco maior é dar visibilidade para as mulheres rurais e fazer com que as mulheres presentes tenham conhecimento sobre a campanha da América Latina e Caribe que apoiam as mulheres rurais e suas atividades”, explicou.

A agricultora, Silvania Torres Pereira, 37 anos, contou que as palestras trouxeram muitas informações novas e esclareceu sobre muitas dúvidas. “Nas palestras, tiramos várias dúvidas sobre economia solidária. Ás vezes, já praticávamos a economia porém não era com foco, a palestra veio complementar nesse aspecto. Agora temos uma visão ampla para desenvolvermos projetos envolvendo agricultura”, falou a participante Silvania Torres Pereira de 37 anos.


Violência contra a mulher

Informações sobre os tipos de violência doméstica, medidas protetivas, relacionamento abusivo e o ciclo da violência e maneiras de denunciar foram abordadas durante palestra sobre Enfrentamento a Violência contra a Mulher ministrada pela assistente social da gerência de Políticas e Proteção às Mulheres da Seciju, Ione Bernardo. “A palestra ajuda garantir o acesso das mulheres do campo e da floresta sobre seus direitos e informações a respeito da Lei Maria da Penha, cujo objetivo é sensibilizar e orientar as mulheres acerca das consequências da violência doméstica”, falou.

A gerente de Políticas e Proteção às Mulheres da Seciju, Flávia Laís, ressaltou a importância de levar atendimentos para moradoras da zona rural. “Essas ações são essenciais, pois levam desenvolvimento e conhecimentos para essas mulheres que estão mais distantes e que muitas vezes têm menos acessos a esses benefícios”, afirmou.


Dia Internacional da Mulher Rural

A data foi instituída pela ONU em 1995, com a proposta de elevar a consciência mundial sobre o papel da mulher do campo. De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), as mulheres constituem 40% da mão de obra agrícola nos países em desenvolvimento.

COMPARTILHE:


Confira também:


Operação "Cama de Tut"

Polícia Federal investiga supostas fraudes a licitações para aquisição de camas hospitalares no Tocantins

Secretaria da Saúde do Tocantins envia nota de esclarecimento sobre a Operação Cama Tuti.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira