Saturday, 08 de August de 2020

GERAL


Animais Silvestres

Naturatins alerta população para não domesticar animais silvestres

25 Sep 2017

Tânia Caldas / Governo do Tocantins
 
O Centro de Fauna - Cefau, do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) orienta a população para não retirar qualquer representante de espécies de animais silvestres da natureza. Reforça ainda que caso seja encontrado algum filhote perdido ou um animal silvestre ferido que o órgão ambiental seja comunicado imediatamente pelos números 3218-2677, Linha Verde 0800 63 11 55, ou em quaisquer um dos 15 escritórios regionais, para que todas as providências sejam tomadas, no sentindo de manter o animal vivo e em segurança.
 
Na terça-feira, 19, a fiscalização do Escritório Regional do município de Lagoa da Confusão, cidade a cerca de 120 km de Palmas recebeu o pedido para o recolhimento de um macaco prego, (Sapajus libidinosus). O chamamento ocorreu em virtude de um acidente, quando a família fez a entrega voluntária. O animal foi recolhido depois de ser mantido por 12 anos em cativeiro, sendo alimentado de forma totalmente errada e ainda mantido preso a uma corrente.
 
Conta o biólogo do Naturatins, Eder Jofre Alves Wanzeler, que no dia 20, o animal foi recolhido em Lagoa da Confusão e encaminhado para o Cefau, localizado em Palmas. "O Naturatins foi acionado em razão de um acidente, quando um macaco que era mantido preso por uma família, mordeu, ferindo gravemente, uma criança", esclareceu o biólogo.
 
Segundo o profissional vale ressaltar a importância de não manter animal silvestre em cativeiro, pois o mesmo pode transmitir várias doenças, bem como causar acidentes graves à pessoa que o retém. "O animal silvestre em contato prolongado com humanos, acaba por ter alterações naturais no seu comportamento. Pois adquire hábitos humanos, o que dificulta a reintrodução dos mesmos no ambiente natural" esclareceu.
 
A supervisora da Fauna do Naturatins, a veterinária Grasiela Pacheco, explica que muitas pessoas ao encontrar um filhote de primata, acha o animal bonito, dócil e muito atraente devido às características próximas ao ser humano. Mas segundo ela, quanto maior as semelhanças, maior é a facilidade na transmissão de zoonoses através do convívio próximo.
 
A gestora disse ainda que esses primatas enquanto filhotes atraem pela doçura, mas com a maturidade sexual, o extinto selvagem aflora, e com o manejo equivocado podem ficar agressivos e ocorrer acidentes.
 
Confinamento

"O incidente ocorreu devido ao contexto em que o animal se encontrava sendo o principal deles o confinamento que gera estresse, pois a liberdade é o maior bem do ser vivo", afirmou à veterinária.
 
Na visão da supervisora, outro fator relevante de erro, é a questão nutricional, porque além da dificuldade em reproduzir os alimentos encontrados na natureza, é necessário conhecimento técnico. A alimentação inapropriada também resulta em problemas de saúde e sofrimento aos animais.
 
Conforme a veterinária as pessoas devem se sensibilizar e não interferir na vida dos animais silvestres. Ela chama a atenção para o respeito. "Eles já sofrem com a perda do ambiente natural, as queimadas, caça, barramentos nos rios, tráfico de animais silvestres, já que o Tocantins está na rota. E ainda existe essa cultura de retirar os animais da natureza e criar ilegalmente em casa", enfocou.
 
Grasiela Pacheco relata que ao retirar um animal silvestre da natureza, não se perde apenas um indivíduo, perde-se a função biológica em razão deste animal deixar de participar da cadeia alimentar. "Os macacos como outros animais são dispersores de sementes. Ao comer uma fruta, as sementes contidas nas fezes são espalhadas no solo, produzindo novas árvores. Além do mais, esses indivíduos vão deixar de perpetuar suas espécies", considerou.
 
De acordo com a supervisora quanto mais tempo o animal silvestre fica em confinamento domiciliar, mais longa será sua reabilitação para retornar a natureza, o que gera muito trabalho especializado e custos. "Vamos mudar essa ideia de ter um animal silvestre ilegal como pet", concluiu a veterinária.

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Tocantins registra 828 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 30.358 casos no total, destes, 18.609 pacientes estão recuperados, 11.312 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 437 pacientes foram a óbito.

TIM

TIM e Motorola promovem workshop online para ensinar pais e filhos a produzirem fotos e vídeos

De acordo com o gerente de marketing da TIM no Centro-Oeste e no Norte, Rafael Nakamura, o objetivo é aproveitar a data comemorativa para aproximar pais e filhos e colocar a tecnologia móvel a serviço das pessoas


Funcionamento do Comércio

Prefeitura de Palmas prorroga horário especial de fechamento de estabelecimentos comerciais; supermercados poderão funcionar até às 22h

Decisão foi publicada na edição 2.548, do Diário Oficial do Município.


Saúde

Defensoria Pública acompanha abertura de novos leitos de UTI covid em hospitais da região norte do Estado

Araguaína ganhou dez novos leitos em hospital particular e outros 07 do Hospital Regional foram reativados voltando a somar 17 leitos totais; Em Augustinópolis, a previsão é que seja inaugurada UTI no próximo dia 13


Obras

Revitalizações na Graciosa e em quadra poliesportiva da Arno 33 trarão melhorias aos espaços de lazer e esporte de Palmas


Saúde

Especialista em epidemiologia toma posse como nova secretária municipal da Saúde de Palmas


Covid-19

Governo do Tocantins amplia oferta de leitos de UTI Covid em Araguaína


Pandemia

Crise na saúde: Nusa requer que hospitais privados cumpram compromisso judicial e atendam pacientes do SUS


COVID-19

Secretaria da Saúde recebe doações de testes rápidos da Receita Federal do Brasil


Saúde

Covid-19: em uma semana, 12 pacientes já foram transferidos das UPAs para leitos em hospitais particulares da Capital



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira