Monday, 03 de August de 2020

GERAL


Brasil

Pesquisa da Catho mostra que 62% dos brasileiros acreditam que o desemprego irá aumentar

05 May 2015

O momento do mercado de trabalho, na visão dos trabalhadores, não parece ser dos mais otimistas. Pesquisa da Catho realizada em todo o país mostra que 62% dos brasileiros acreditam que o desemprego irá aumentar até o fim de 2015. 81% dos entrevistados também acham que os últimos eventos relacionados à política têm impactos diretos no mercado de trabalho.

De acordo com Luis Testa, Head de Pesquisa e Estratégia da Catho, o atual momento da economia contribui para essa desconfiança do brasileiro em relação ao mercado de trabalho. "A inflação, que tem reduzido o poder de compra das pessoas, e notícias relacionadas a desemprego, crescimento do PIB e redução dos investimentos por parte das empresas, por exemplo, contribuem para esse sentimento de descrença em relação ao futuro".

A pesquisa quis saber também a opinião dos trabalhadores em relação à influência de fatores externos, como a desaceleração econômica em países como a China, no mercado de trabalho nacional. Para 67%, a economia global tem grande impacto, enquanto 23% acham que tem um impacto razoável e 5% acreditam que não tem impacto. Da fatia que concordou que a situação econômica do mundo tem forte impacto, 68% são desempregados e 65% empregados.

Apesar de a maioria estar pessimista em relação ao futuro do país e, consequentemente, à situação do emprego, 89% têm muita intenção de buscar uma colocação ou recolocação.

Ao serem questionados sobre o momento da busca, 35% dos brasileiros acreditam ser este um bom período para isso, enquanto 33% acham que é algo que depende da área escolhida. Na comparação entre desempregados e empregados que responderam ser um bom momento, o primeiro grupo está mais otimista com 40% contra 25% dos que estão trabalhando.

Quando questionados sobre a expectativa em relação ao mercado de trabalho, 44% não estão nem otimista nem pessimista, 33% estão pessimista e 20% estão otimista. Já sobre a expectativa em relação ao salário, 61% acreditam que irá permanecer estável, 27% acham que deve diminuir e 7% consideram que deve aumentar.

A pesquisa "Procura de trabalho no atual cenário econômico" foi realizada entre os dias 20 e 24 de março e contou com 14.235 respondentes em todo o país. 52% dos profissionais são homens, 26% do total de respondentes têm até 24 anos e 77% residem na região Sudeste.

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Covid-19 matou 94,1 mil pessoas no Brasil desde o início da pandemia

Desde ontem foram registradas as mortes de 541 pessoas pela doença

Situação de Alerta

Tocantins registra 1.093 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 26.434 casos no total, destes, 15.790 pacientes estão recuperados, 10.249 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 395 pacientes foram a óbito.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira