Wednesday, 13 de November de 2019

GERAL


Calazar

Pesquisadora alerta para matança indiscriminada de animais

18 Jul 2008

Palmas, hoje, é considerada uma região endêmica de calazar. De acordo com o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), o inquérito canino, iniciado em outubro do ano passado na cidade, coletou 11.222 amostras de sangue e registrou 1.615 casos de animais infectados, o que representa 14,4% das amostras recolhidas. Desses, aproximadamente 80% já foram sacrificados pelo centro. Só este ano, já foram registrados 12 casos da doença em humanos.

O calazar, que antes acontecia apenas em regiões periféricas, tem atingido também os centros urbanos. O CCZ tem atuado no controle da doença, mas, segundo a veterinária Lucilândia Maria Bezerra, professora e pesquisadora do Ceulp/ Ulbra, esse controle não está sendo realizado de forma ideal. Para ela, tem acontecido uma matança indiscriminada de cães, já que o centro realiza apenas um dos exames necessários para a comprovação da doença. “Apenas um exame não fecha diagnóstico para o calazar”, adverte Lucilândia. Além da sorologia imunológica que é realizada pelo CCZ - exame sensível, porém impreciso para o diagnóstico da doença - há ainda outros dois exames, como o parasitológico, que é o mais preciso, e o molecular, que auxilia, mas que há casos em que apresenta um resultado falso negativo.

O diagnóstico, nem sempre preciso, pode levar cães não portadores da doença a serem sacrificados, outro procedimento adotado pelo centro de controle que é questionado pela veterinária. Ao ser diagnosticada a doença, o animal recolhido é sedado e sacrificado por asfixia. Segundo Francisco Edílson Ferreira, veterinário do CCZ, o procedimento é permitido pela lei, mas, para Lucilândia, é muito desumano, já que o animal não é anestesiado, apenas sedado e, por isso, sofre. O procedimento correto, de acordo com a veterinária, seria uma anestesia profunda no animal, antes de submetê-lo à eutanásia com medicação específica.

Mas Lucilândia afirma que hoje há um relacionamento muito melhor entre o CCZ e os proprietários de cães. Ela ainda ressaltou que, desde 2006, a incidência da doença nos animais diminuiu, e que a Anclivepa – Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais, da qual ela é presidente no Estado, conseguiu um prazo de 30 dias junto ao CCZ para o recolhimento do cão supostamente infectado. Esse prazo permite que o proprietário do animal possa realizar outros testes particulares.

 

Falta informações sobre a doença

O Calazar - ou Leishmaniose - é uma doença causada por um protozoário que atinge os cães, animais silvestres e humanos. A doença é transmitida através da picada de um inseto vetor que se procria em locais onde há calor e umidade, principalmente em locais com materiais orgânicos, como é o caso dos lotes vazios.

A doença pode se manifestar de duas formas diferentes. A primeira delas é a viceral, que atinge os órgãos internos como fígado baço e intestino. Nesse caso, a pessoa infectada apresenta febre, dores e aumento abdominal. Já no animal, é perceptível apenas pelo emagrecimento progressivo, aumento do baço e fígado e o crescimento exagerado das unhas, o animal não manifesta sintomas da doença.  A segunda forma de manifestação é a tegumentar, que causa ferimentos na pele que, em humanos, podem ser confundidas com câncer ou ferimentos causados por picadas de insetos. Nos cães, a forma mais comum é a viceral. Em humanos, se diagnosticada precocemente, há tratamento com grandes chances cura. Já nos animais, ainda não há tratamento para a doença no Brasil, o contrário do que ocorre em outros países. “O governo não investe em pesquisas para que possa ser feito um tratamento diferenciado do que é realizado em humanos aqui no Brasil”, lamenta Lucilândia e acrescenta: “O grande responsável pela endemia é o próprio governo”.

 

Medidas preventivas

A população deve tomar certos cuidados para prevenir a incidência do Calazar tanto em animais como em humanos. Dentre elas, a principal medida deve ser a conscientização e os cuidados com a higienização dos quintais. Os focos de proliferação do mosquito são materiais orgânicos. Edílson orienta a população a não deixar expostos lixos, restos de alimentos e fezes de animais. Além disso, o veterinário pede à população que receba bem os agentes, facilitando, assim, o trabalho de controle da doença. Lucilândia também ressalta que é importante o uso de coleiras inseticidas e o acompanhamento regular do animal pelo veterinário, solicitando, pelo menos a cada seis meses, um check-up com exames específicos para o calazar. A pesquisadora ressalta ainda a importância de uma conscientização da população por meio de campanhas realizadas pelo governo, o que, segundo ela, não tem acontecido.

COMPARTILHE:


Confira também:


Saúde

Números do câncer infantojuvenil em todo Brasil alertam para o diagnóstico precoce

Instituições de todas as regiões realizam ações para o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (DNCCI), comemorado dia 23

Dpvat

Bolsonaro assina medida provisória que extingue o Dpvat

A MP extingue também o Seguro de Danos Pessoais Causados por Embarcações, ou por sua carga, a pessoas transportadas ou não (DPEM).



Saúde

Novembro Azul - Atendimento noturno à população masculina de Palmas

A ação faz parte da Campanha Novembro Azul, cujo objetivo é acolher, conscientizar e sensibilizar a população masculina sobre os exames de prevenção do câncer e os cuidados com a saúde.


Obras

Prefeitura entrega nesta terça, 12, infraestrutura da Avenida Palmas Brasil Norte

A obra beneficiará a área comercial e residencial das Quadras Arnes 61 (504 Norte), 51 (404 Norte), 53 (406 Norte) e 63 (506 Norte)


Europa

Governador Carlesse cumpre agenda em Portugal visando atrair investimentos para o Tocantins

Um dos principais compromissos será na sede da Daymon, onde vão discutir o potencial de negócios de marcas e produtos para exportação


Vizinho

Governador Carlesse é homenageado em Mato Grosso pelo trabalho visando a construção da Transbananal


Panorama

Metrologia Estadual aprova 94% das marcas de produtos testados na Operação Limpeza


Teatro

Cia Art’Sacra abre inscrições para voluntários do espetáculo Paixão de Cristo 2020


Agrotóxicos

Tocantins apresenta cenário sobre controle de agrotóxicos durante evento em Florianópolis


Saúde

Secretário da Saúde recebe comitiva do Hospital do Amor


Sesau

Novembro Azul: cuidar da saúde também é coisa de homem



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira