Thursday, 22 de August de 2019

GERAL


Energia

Praias: Energisa faz ligações provisórias para garantir segurança da população

29 Jun 2019    14:01    alterado em 29/06 às 14:01
Praias: Energisa faz ligações provisórias para garantir segurança da população

Está começando a temporada de praia no Tocantins e os cuidados com a rede de energia elétrica devem ser redobrados. Neste período, famílias em todo o estado e região montam acampamentos às margens dos rios e em alguns municípios são organizadas infraestruturas públicas ou particulares para receber turistas. Diante desse cenário, as ligações de energia devem estar seguras para evitar acidentes e até fatalidades.                       

Ligações improvisadas e irregulares, gambiarras e fios soltos são algumas das situações perigosas que podem trazer riscos para crianças e adultos que circulam pelas praias. Delmindo Antônio Mendes, coordenador de Saúde e Segurança do Trabalho, orienta que, ao montar acampamento, o responsável verifique se as instalações elétricas estão seguras, se não há emendas mal feitas ou cabos expostos e sobrecarga em tomadas ou fios soltos pelo chão. “Esses cuidados trarão mais tranquilidade para as férias, pois garantem a segurança de quem está no local, principalmente as crianças, por se tratar de um período de férias escolares”, destaca.

Alguns desses perigos podem ser evitados com a Ligação Provisória, serviço feito pela Energisa para evitar riscos para a população quando o uso da energia elétrica tiver tempo determinado, podendo durar até 90 dias. “Isso vale para todos os clientes que precisarem de energia por um tempo determinado em um local onde não há ligação, seja acampamento familiar, praias públicas ou em áreas privadas. Não vale a pena colocarmos nossas famílias em risco. Além de cuidar para que as instalações sejam realizadas de acordo com a normas de segurança, é preciso ficar atento com as instalações, evitar cabos soltos, uso de extensões e emendas precárias”, afirma Delmindo.

O coordenador orienta ainda que caso se depare com fios soltos ligados à rede de energia, o cliente deve manter distância e fazer contato imediato com a empresa. “Outra dica importante é com relação à bomba d’água. Em muitos acampamentos as pessoas usam bombas para puxar água do rio, o que é um risco, pois a água é condutora e qualquer vazamento de energia pode causar um acidente fatal, como já vimos acontecer no Tocantins algumas vezes”.

Atendimento

Os interessados em montar estruturas para a temporada de praias devem fazer o pedido de Ligação Provisória com antecedência. “Em alguns casos é preciso adequar a rede elétrica ou fazer alguma obra, enfim, o projeto depende das características do local onde a energia vai ser usada”, explica Roger Pereira, coordenador de Relacionamento com o Cliente.

Para solicitar a Ligação Provisória o cliente deve procurar uma agência de atendimento da Energisa, apresentar os documentos pessoais (RG e CPF ou Razão Social e CNPJ), informar quais equipamentos serão utilizados no local e a potência deles (declaração de carga), endereço completo do local, categoria de atendimento, período de ligação e a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), que deve ser assinada por um profissional credenciado pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA). Para a ligação em local público, o cliente precisa de autorização da prefeitura, que vai solicitar via ofício a ligação em uma agência de atendimento mais próxima ou pelo e-mail protocolo@energisa.com.br.

Alguns cuidados podem garantir mais segurança, então se liga nas dicas:

·         Estruturas de arquibancadas, palcos e barracas devem ser montados longe da rede de energia elétrica

    Ao manusear vergalhões de ferro, arames, escadas, réguas de alumínio e outros materiais metálicos, fique atento à rede elétrica, pois o contato desses materiais com os cabos podem provocar graves acidentes
    Nunca faça ligações clandestinas para fornecer energia para a infraestrutura da praia

·         As instalações de sons, freezers e barracas devem ser realizadas por um profissional habilitado. Não deixe cabos soltos no chão e mantenha-os enterrados ou aéreos, sempre protegidos por eletrodutos. As pessoas podem tropeçar e cair ou o cabo pode danificar a isolação e comprometer a segurança de quem circula pelo local

·         Objetos e fogos de artifícios lançados contra a rede de energia podem causar curto circuito, falta de energia e até acidentes graves, por isso evite lançar adereços e estourar fogos em direção à rede elétrica

·         Subir em postes, marquises e árvores que estejam próximos à rede elétrica é perigoso e pode causar acidentes fatais

·         Evite que balões (blimps) e placas de propaganda toquem na rede elétrica

·         É obrigatória a instalação do aterramento das estruturas metálicas de barracas, arquibancadas e balcões, por isso a importância de um profissional habilitado na hora de fazer as instalações

·         É preciso muita atenção com as ligações provisórias. Cuidados especiais dizem respeito às instalações de equipamentos elétricos, como aparelhos de som e refrigeração. É necessário manter esses equipamentos distantes de duchas, piscinas ou qualquer ambiente onde houver água. Além disso, toda instalação elétrica deve ser realizada por profissional qualificado e deve ser observada a capacidade das instalações e equipamentos

·         Em caso de fio caído ou acidentes envolvendo a rede elétrica, não se aproxime e entre em contato imediatamente com a Energisa pelo 0800 721 3330.

Canais de atendimento ao cliente:
• Aplicativo para celular Energisa On (disponível para iOS, Android e Windows Phone)
• www.energisa.com.br
• www.facebook.com/energisa
• Agências de atendimento presencial
• Ouvidoria – 0800 646 1196

COMPARTILHE:


Confira também:


Justiça

União pode bloquear repasses voluntários a estados, decide STF

A possibilidade do bloqueio está prevista no artigo 11 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LC 101/2000), cuja validade é julgada nesta quarta-feira pelo plenário do Supremo.

Operação Medusa

Polícia Civil prende 15º suspeito da Operação Medusa

Deflagrada no último dia 15, a Operação Medusa visa combater ataques criminosos ocorridos em 2018 a mando de facção criminosa de renome nacional.


Saúde

Pacientes do Tocantins correm o risco de ficar sem diálise

Instituto de Doenças Renais não recebe repasses desde abril. 140 pacientes serão prejudicados pela ausência de recursos para oferecer o tratamento adequado


Fotografia

Dia da Fotografia com a TIM: dicas para tirar boas fotos e ofertas em smartphones

Quando o assunto é fotografia, o foco é o mais importante na hora de fazer os cliques. O elemento a ser destacado deve estar claro e bem posicionado.


Festival Gastronômico

Prefeitura lança programação artística do 13º Festival Gastronômico de Taquaruçu


AL

Audiência pública homenageia UMA e Siqueira Campos


Agricultura

Seminário de Apicultura supera expectativa em números de participantes


Futebol

Capital empata com Palmas na abertura do Estadual de Futebol Sub19


Taquaruçu

Governo inaugura Núcleo de Identificação de Taquaruçu e entrega viaturas e armamentos para a Polícia Civil


Sanidade Animal

Adapec reúne mais de 70 médicos veterinários autônomos para debater sanidade animal



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira