Friday, 22 de November de 2019

GERAL


Campo

Produtores de flores pedem regras diferentes para registro de cultivares

23 Aug 2012

Produtores de flores e plantas ornamentais solicitaram ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que o cadastro no Registro Nacional de Cultivares (RNC) deixe de ser obrigatório. O documento foi entregue após reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Flores e Plantes que ocorreu nesta quarta-feira (22), em Brasília.

O coordenador de sementes e mudas do Mapa, André Peralta, explica que atualmente não existe amparo legal para tanto, mas há uma possibilidade de análise do pleito. "Nossos técnicos estudarão a proposta. Se for considerada pertinente, tomaremos providências para adequar o texto legal, que se encontra em revisão", pondera.

Atualmente, para produzir qualquer variedade o agricultor deve pedir registro no sistema RNC do Mapa. E, de acordo com a presidente da Câmara Setorial, Silvia Van Rooijen, isso coloca o produtor numa situação passível de recebimento de multas administrativas, já que é difícil ter todas as cultivares registradas. "Calculamos que exista a necessidade de mais ou menos 14 mil registros para constar todos os produtos que estão no mercado hoje. O Ministério da Agricultura nem teria, talvez, uma capacidade de funcionários para atender a todos", enfatiza.

Segundo Rooijen, as flores acabam concorrendo com culturas com grande impacto na segurança alimentar, que precisam efetivamente de registro, em razão da inclusão nos programas de zoneamento. "Então, com a proposta, a gente também alivia o lado do Ministério, que está sobrecarregado de análises para fazer", conclui.

A presidente da Câmara disse, ainda, que o ofício elaborado reforça o pleito dos produtores. Segundo Junji Abe, a medida se faz necessária porque "esse setor é como se fosse a moda de vestimenta das mulheres; tem uma dinâmica muito forte para que sejam feitas novas colorações, novos formatos e em épocas diferentes abasteçam o mercado", acredita. Ele alega que o Registro Nacional de Cultivares acaba provocando a lentidão desse processo. "Somos surpreendidos com a agilidade de outros países nessa fase do registro de produtos que, às vezes, já temos no Brasil e ainda não foi registrado."

COMPARTILHE:


Confira também:


Unale

Deputados discutem humanização das leis em encontro da Unale

Com o tema principal "Humanizando as Leis em um Novo Tempo", o evento está recebendo 13 dos 24 deputados estaduais do Tocantins.

Serviço

Cia de Teatro UMPONTODOIS realiza seleção para ator convidado

Ator selecionado irá compor o elenco do novo espetáculo, que estreará em março de 2020.


Paralimpíadas

Atleta do Tocantins é premiada durante cerimônia de abertura das Paralimpíadas Escolares 2019

Maria Eduarda Araújo ficou em segundo lugar pela região Norte, no Concurso Cultural promovido pelo Comitê Paralímpico Brasileiro


Serviço

TIM busca parceiros para abertura de lojas em três cidades do Tocantins

A TIM oferece ao investidor apoio para sua gestão com orientação para o projeto arquitetônico que a marca possui para suas lojas, incluindo mobiliário e identidade visual.


Pierre de Freitas

Memorial Coluna Prestes recebe exposição de obras do artista Pierre de Freitas


Mobilização

Força tarefa se mobiliza em prol de indígenas venezuelanos refugiados em Palmas


Segurança

Carlesse busca mais recursos para Segurança Pública em audiência com ministro Moro


Vestibular Unitins

Estão abertas as inscrições para primeiro vestibular do novo Câmpus da Unitins em Paraíso


Museu

Palacinho é reaberto e ex-governador Siqueira Campos homenageado


Sarampo

Segunda etapa de vacinação contra o sarampo segue até dia 30 de novembro



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira