Palmas, 20/10/2017

Geral

Coleta Palmas

UFT vira parceira do Coleta Palmas e ganha estação para receber resíduos sólidos

  • O Coleta Palmas, programa permanente de separação de resíduos sólidos para a reciclagem, recebeu na manhã desta segunda-feira, 25, mais um importante aliado, a Universidade Federal do Tocantins (UFT)

Regiane Rocha

UFT vira parceira do Coleta Palmas e ganha estação para receber resíduos sólidos



Georgethe Pinheiro 

O Coleta Palmas, programa permanente de separação de resíduos sólidos para a reciclagem, recebeu na manhã desta segunda-feira, 25, mais um importante aliado, a Universidade Federal do Tocantins (UFT). Uma estação da modalidade 1, com dois contêineres para recebimento de plástico, um para papel e um para metal, foi instalada na avenida de entrada da instituição, em frente ao bloco da subprefeitura. Agora já são 22 estações em toda a cidade, número que chegará a 31, segundo a previsão da Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA).
 
Na ocasião, a FMA informou que, desde seu lançamento até este mês de setembro, já são 3,021 toneladas de resíduos secos encaminhados para a reciclagem pelo Coleta Palmas, números comemorados pela primeira-dama Glô Amastha, entusiasta do programa. 
 
"Este é um número expressivo. São 125 dias do Coleta Palmas e já conseguimos essa adesão. Por outro lado, também é um indicativo de que podemos conseguir mais, com  convencimento do cidadão de que o que é possível reciclar gera renda, fazendo girar a cadeia produtiva e aquecendo a economia do Município", disse, lembrando ainda que cada objeto que é encaminhado para a reciclagem ajuda a preservar o meio ambiente.
 
O presidente da FMA, Evercino Moura dos Santos Júnior, avaliou que o programa, além de beneficiar as cooperativas e catadores individuais e ser mais um instrumento de preservação ambiental, traz o bônus da satisfação pessoal, por tirar o indivíduo de sua zona de conforto e fazer com que desperte para a necessidade de se trabalhar para o bem coletivo.
 
"Fui aluno nesta instituição e hoje volto como gestor do órgão ambiental de Palmas, com a proposta de juntos trabalharmos para um ambiente mais saudável, sustentável e inclusivo. É realmente uma alegria ímpar. Espero que essa seja mais uma das muitas parcerias entre UFT e município para as políticas de desenvolvimento ambiental", salientou.
 
UFT engajada no projeto
 
Já o reitor da UFT, professor Luís Eduardo Bovolato, disse que o programa demonstra que é preciso disseminar a cultura da coleta seletiva como forma de sustentabilidade. "Esta é uma construção em que a UFT está engajada", garantiu o reitor.
 
Para o diretor de Sustentabilidade e Meio Ambiente da UFT, professor Aurélio Picanço, o programa se soma ao que a universidade já vem realizando. "Buscamos parcerias com as prefeituras em todos os Campi da UFT para o incremento da sustentabilidade. A UFT sempre vai estar aberta a este tipo de ação", afirmou.
 
Entenda o programa
 
O Programa Coleta Palmas tem caráter permanente e trabalha com a sensibilização e convencimento do cidadão sobre a necessidade de se adotar posturas positivas de preservação do meio ambiente e destinação correta dos resíduos sólidos, com a separação do que pode ser reciclado e do que é lixo, efetivamente. Entre os objetivos estão o apoio às cooperativas e associações de catadores para geração de renda e preservação do meio ambiente, possibilitando uma maior vida útil do aterro sanitário de Palmas.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus