Monday, 20 de January de 2020

JUSTIÇA


TJTO

Ex-prefeito de Taguatinga é condenado por não repassar a banco dinheiro de empréstimos feitos por servidores

24 Jun 2019
Ex-prefeito de Taguatinga é condenado por não repassar a banco dinheiro de empréstimos feitos por servidores

O juiz da 1ª Vara Cível da Comarca de Taguatinga, Gerson Fernandes Azevedo, condenou nesta segunda-feira (24/6), o ex-prefeito do município, Eronides Teixeira de Queiroz por ato de Improbidade Administrativa, ao não repassar os valores dos descontos de empréstimos consignados dos servidores às instituições bancárias. O ex-gestor terá de ressarcir ao município o valor de R$ 28 mil e pagar indenização moral por dano coletivo no valor de R$ 28 mil, além de pagar a multa civil em favor do município e ter os direitos políticos suspensos pelo prazo de seis anos.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), no período de 2013 a 2016, o Município estaria realizando descontos na folha de pagamento dos servidores referente a empréstimos consignados, mas não estaria repassando os valores às instituições bancárias. “Após solicitação de informações, em 10 fevereiro de 2017 o então prefeito Lindomá Almeida da Silva, por meio do ofício n. 049/2017, informou a existência de débito no importe de R$ 377.820,83 junto à Caixa Econômica Federal referente aos meses de setembro a dezembro de 2016”, informam os autos.

Em sua decisão, o magistrado destacou que a conduta do ex-gestor, em se omitir do dever legal e contratual, quebrou um contrato e violou flagrantemente normas legais, pelas quais deveria zelar em razão de sua condição de dirigente máximo do Ente Político. “Assim, praticou ato de improbidade que causou prejuízo ao erário, o qual foi obrigado a pagar juros e multa sobre as quantias não repassadas, bem como dano moral em razão da negativação de vários servidores que tiveram os valores descontados e não repassados, conforme lista meramente exemplificativa acima. Da mesma forma, deixou também de cumprir os princípios regentes da Administração Pública ao utilizar o dinheiro não repassado em outros fins que não o permitido pela lei orçamentária”.

O magistrado ainda complementou: “Como resultado da conduta omissiva o Município foi obrigado a pagar multa, juros e correção monetária sobre os valores não repassados, os quais somavam a quantia de R$ 28.035,58 na data da propositura da ação”, ressaltou. Esse é o mesmo valor que ele terá que pagar pela indenização por dano moral coletivo.

COMPARTILHE:


Confira também:


Polícia Civil

Luzimangues recebe operação de prevenção e combate à criminalidade

Ação foi realizada durante toda a noite de sábado

8 Billion Trees

Organização americana visita Centro de Fauna do Tocantins

Durante a reunião, outros pontos importantes foram viabilizados, entre eles o apoio da 8 Billion Trees, em patrocinar a construção de outra unidade do Cefau, na região do Jalapão e também uma, no município de Araguaína.


#ToNoEnem

Estudantes de escolas públicas do Tocantins comemoram notas acima de 900 na redação do Enem

São alunos de escolas do interior do Estado que aproveitaram as ações do programa #ToNoEnem para se prepararem para o exame


Estão abertas as matrículas para o Curso Livre de Teatro do Sesc

O curso pretende estimular a consciência da função social do artista, a capacitação de seu corpo e voz para expressão bem como para a sensibilidade crítica do ator para o mundo contemporâneo.


Ageto

Governo realiza serviço de tapa-buracos no trecho da TO-342 entre Miracema e Miranorte


Brasil

Alvim e Goebbels: Foi traçado um limite para o absurdo


Serviço

Projeto de qualificação para mulheres é retomado pelo Governo e abre inscrições nesta segunda, 20.


Brasil

Bolsonaro exonera secretário especial da Cultura, Roberto Alvim


Palmas Shoes + Fashion

Evento voltado aos Representantes Comerciais e Lojistas tem patrocínio de entidades representativas


Economia

Confiança dos empresários do comércio cresce em janeiro



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira