Friday, 10 de July de 2020

JUSTIÇA


Direito trabalhista

Férias coletivas: regras e cuidados

04 Dec 2014

As festas de fim de ano estão chegando e nesse período é bastante comum que as empresas deem férias coletivas aos seus empregados. Algumas questões como, por exemplo, quem terá direito a férias coletivas, o procedimento para a comunicação prévia, o período das férias, entre outros pontos, a respeito das possibilidades, limitações e prazos, geram dúvidas entre os empregadores. Nesse momento, é importante que a empresa fique atenta às regras para que o descanso de fim de ano seja garantido e não vire uma enorme dor de cabeça. 

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) deve ser comunicado pelas empresas até 15 dias antes do início da concessão de férias coletivas sobre a data de início e fim desse período de férias e quais setores ou estabelecimentos serão abrangidos. A mesma comunicação deve ser encaminhada ao sindicato representativo da categoria, observando-se o mesmo prazo de antecedência.

A ausência de comunicação ao MTE pode acarretar em multa no caso de fiscalização pelo órgão competente. Esta punição é aplicada por trabalhador, podendo ser o valor dobrado no caso de reincidência, embaraço ou resistência. A empresa deve ainda comunicar aos empregados mediante afixação de avisos nos locais de trabalho abrangidos pela medida.

É importante ressaltar que a empresa pode conceder férias coletivas a determinados setores ou estabelecimentos, e pelo que determina a lei, a interpretação é restritiva. Ou seja, quando as férias coletivas são autorizadas, os setores abrangidos devem paralisar em sua totalidade.
Não é permitido o funcionamento parcial do setor incluído em férias coletivas e, caso isso ocorra, ainda que em regime de escala, pode haver a descaracterização de férias coletivas para esses trabalhadores. É importante o empresário ficar atento, já que nesse caso há o risco de autuação com cominação de multa administrativa pelo MTE.

As consequências da não comunicação prévia podem ser ainda piores, como o risco de uma demanda trabalhista individual caso o empregado pleiteie a descaracterização de férias coletivas para individual. Tendo em vista que há diferenças substanciais no prazo para o aviso de férias coletivas e individuais, tal situação também pode gerar multa administrativa.

O pagamento das férias deve ser efetuado até dois dias antes do início com o acréscimo de um terço do valor da remuneração das férias. Sobre as dúvidas quanto ao período de férias coletivas, destacamos que desde que não seja em período inferior a 10 dias, podem ser concedidas em dois períodos.

Tem direito as férias coletivas os empregados que ainda não completaram o período aquisitivo, ou seja, com menos de 12 meses de contrato devem gozar de férias proporcionais ao período trabalhado, iniciando-se novo período aquisitivo a partir do início das férias coletivas.
Caso as férias proporcionais sejam inferiores ao período das férias coletivas, o empregado não fará jus a todo o período como férias coletivas, e a diferença deve ser paga como licença remunerada, com a finalidade de não ter redução salarial.

Já aqueles trabalhadores que tiverem férias proporcionais superiores às coletivas, devem ficar com um saldo de dias favorável, sendo que a concessão fica a critério da empresa observando o período aquisitivo. Com relação aos empregados que já tenham período aquisitivo completo na época da concessão de férias coletivas, não haverá a alteração do período aquisitivo. 

Situação especial é a dos empregados menores de 18 anos e maiores de 50, sendo que a legislação veda o fracionamento de férias, inclusive as coletivas nesses casos.

A conversão de férias coletivas em abono pecuniário - conversão em dinheiro de um terço dos dias de férias a que o empregado tem direito, somente é possível se houver negociação com o sindicado e por meio de acordo coletivo. Caso a empresa opte pela concessão, não é possível mediante o pedido direto do empregado.

A contagem dos dias de férias coletivas é corrida, sendo que os feriados do período, a exemplo de 25 de dezembro e 1º de janeiro, são abarcados pelo período de férias, não havendo alteração na data de início e fim, portanto.

Assim, é importante que o empresário esteja atento para os procedimentos e prazos para que as férias coletivas cumpram seu propósito de recuperação de forças através do descanso e do lazer.
por Carolina de Quadros

Fonte: Maxpress/Ex-Libris Comunicação Integrada 

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Tocantins registra 406 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 13.845 casos no total, destes, 8.915 pacientes estão recuperados, 4.690 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 240 pacientes foram a óbito.

Pesquisa

Tocantins soma 59 pesquisas científicas autorizadas em Unidades de Conservação estaduais

Mesmo com a suspensão temporária das atividades nas unidades devido a Covid-19, o sistema de controle de pesquisas científicas em UCs estaduais do Naturatins registrou, no 1º semestre de 2020, sete autorizações recentes em andamento


Tocantins

Balanço mostra que Justiça Federal no Tocantins já repassou mais de R$ 200 mil para ações de combate à Covid-19

No Tocantins, a 4ª Vara Federal de Palmas destinou R$ 70.923,80, a Subseção Judiciária de Araguaína R$ 69.464,00 e a Subseção de Gurupi destinou R$ R$ 63.750,00.


Biodiversidade

Tocantins inicia monitoramento do período reprodutivo 2020 do Pato mergulhão no Jalapão

O Governo do Tocantins tem o compromisso de cumprir o calendário de monitoramento da espécie, firmado com o Plano de Ação Nacional para a Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção ou do Patrimônio Espeleológico (PAN/ICMBio)


Covid-19

Governador vistoria instalações de hospital contratado para atender pacientes da Covid-19


Meio Ambiente

Governo do Tocantins suspende autorização para queima controlada até novembro


Aprovação de Matérias

Assembleia encerra primeiro semestre após diversas matérias aprovadas


Paraído do TO

Bombeiros militares atuam em combate a incêndio em carga de madeira na BR-153


Desempenho

Tocantins alcança segundo lugar no ranking de monitoramento da Agência Nacional de Águas


Cultura

Prazo para cadastro de eleitores e candidatos ao Conselho de Cultura termina na sexta



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira