Friday, 18 de September de 2020

JUSTIÇA


Defensoria

Mais de 3,3 mil estudantes já participaram do projeto Defensoria Pública nas Escolas neste ano

23 Sep 2019
Mais de 3,3 mil estudantes já participaram do projeto Defensoria Pública nas Escolas neste ano

Um projeto criado para “colaborar com o processo de educação nas escolas públicas do Estado do Tocantins, envolvendo alunos, professores, gestores escolares e pais e/ou responsáveis de alunos”. Esse é o objetivo do “Defensoria Pública nas Escolas”, desenvolvido pela Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), por meio da Escola Superior da Defensoria Pública (Esdep), e com o apoio das Equipes Multidisciplinares.  Só neste ano, o Projeto contemplou 3.358 alunos em dez municípios do estado.

 

Cada ação do “Defensoria Pública nas Escolas” tem possibilitado que instituições de ensino municipais e estaduais do ensino fundamental e médio proporcionem aos alunos o debate a temas importantes. O Projeto oferece palestras com o intuito de promover a cidadania por meio de temas que levem à reflexão e ação em face dos problemas que afetam a sociedade. No primeiro semestre de 2019 foram realizadas 26 ações.

 

De acordo com o defensor público Neuton Jardim, diretor-geral da Esdep, o balanço deste ano é extremamente positivo por vários pontos: tem garantido participação e envolvimento dos alunos durante as ações nas discussões das temáticas; satisfação das escolas com a promoção do conhecimento ofertado pelo projeto; convite para outras palestras sobre os temas sugeridos pela equipe diretiva e professores; e participação cada vez maior dos pais na exposição das temáticas.

 

Segundo o Defensor Público, a intenção é instruir a comunidade escolar sobre o exercício da cidadania por meio dos eixos norteadores do Projeto (cidadania e ética, direito, saúde, violência e paz), levando em consideração as peculiaridades de cada localidade, e assim colaborar com o processo de educação. “Chegamos a um projeto consolidado, com boa aceitação tanto da equipe de trabalho, quanto dos professores, diretores de escolas e, principalmente, dos alunos, que são o nosso principal público-alvo”, declarou o diretor-geral da Escola.

 

Além de defensores públicos, as palestras são ministradas por membros da equipe multidisciplinar da Defensoria, como pedagogas, assistentes sociais e psicólogos. A pedagoga Faraildes Miranda disse que realizar o projeto diretamente na escola facilita o aprendizado dos estudantes. “É na escola que está o maior aglomerado de crianças e adolescentes, sendo uma oportunidade ainda mais efetiva deles aprenderem sobre os seus direitos e deveres, como acesso à educação, saúde e convivência familiar e comunitária, entre outros previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente”, ressalta.

 

Temas

Nesses encontros são oferecidas palestras, dinâmicas e bate-papo com os estudantes a partir de temas escolhidos de acordo com os principais problemas enfrentados pela comunidade local, como bullying, combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, medo e ansiedade, vida sem drogas, Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), prevenção ao suicídio, saúde mental, os perigos da internet e redes sociais, entre outros.

 

Representante da Secretaria Municipal de Palmas (Semed), o professor Ambrósio Dolny comentou que o Defensoria Pública nas Escolas tem promovido resultados positivos através da interação com os alunos. “Já é possível ser detectado, em algumas escolas, a diminuição de casos de violência e conflitos internos”, informa o professor.

 

Em algumas unidades, a atividade é complementada com espetáculos teatrais, apresentados pelos próprios estudantes. “A inserção de peça teatral temática junto à palestra vai contribuir para estimular nos alunos este olhar mais positivo da vida, no seu cotidiano entre a família, os amigos e a escola”, destacou Ambrósio Dolny.

 

O diretor regional de Educação de Palmas, representante da Secretaria Estadual de Juventude e Esportes (Seduc), Adolfo Bezerra de Menezes, reforça que o projeto tem garantido ações pedagógicas de sucesso nas escolas públicas. “É uma iniciativa que envolve a comunidade e promove a cidadania. O projeto tem nos ajudado a enfrentar os problemas sociais e familiares em condições e formas de intervenção que tenham impacto positivo na sociedade como um todo”, pontuou.

 

O Projeto

Desenvolvido por membros e servidores, sob a coordenação da Esdep, o Projeto desenvolve ações em educação em direitos com o intuito de instruir a comunidade escolar sobre o exercício da cidadania por meio dos eixos norteadores: cidadania/ética, direito, saúde e violência/paz, sempre considerando as peculiaridades de cada localidade.

 

O “Defensoria Pública nas Escolas” tem como parceiras a Secretaria Estadual da Educação, Juventude e Esporte (Seduc) e da Semed.

COMPARTILHE:


Confira também:


Saúde

Tocantins registra 885 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins contabiliza 190.325 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 62.498 casos confirmados. Destes, 44.830 pacientes estão recuperados, 16.818 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 850 pacientes foram a óbito.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira