Sunday, 12 de July de 2020

JUSTIÇA


Tocantins

Policia Civil conclui inquérito e ex-servidora é indiciada por peculato e falsidade ideológica

01 Jun 2019
Policia Civil conclui inquérito e ex-servidora é indiciada por peculato e falsidade ideológica

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da Delegacia de Repressão a Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública (DRACMA), concluiu nesta sexta, 3, inquérito policial instaurado para apurar denúncia de crimes contra administração pública estadual praticados por funcionária pública da extinta Secretaria Geral se Governo, em procedimento que tramita em sigilo na Comarca de Paraíso do Tocantins.

As investigações concluíram que a servidora investigada praticou crimes de peculato e falsidade ideológica, uma vez que recebeu recursos públicos mensalmente, na forma de remuneração, sem trabalhar no órgão para o qual foi cedida.

"Ficou comprovado que no período de 1 ano, 2 meses e 5 dias, a servidora investigada auferiu recursos públicos indevidamente, gerando prejuízos aos cofres públicos no valor aproximado de quarenta e dois mil reais", ressaltou o delegado titular da unidade especializada, Guilherme Rocha Martins.

Além da servidora, outros dois ex-servidores da gestão de governo anterior foram indiciados pelos crimes de peculato e falsidade ideológica.

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Tocantins registra 189 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 15.132 casos no total, destes, 9.419 pacientes estão recuperados, 5.458 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 255 pacientes foram a óbito.

Coronavírus

Prefeito de Araguanã morre de Covid-19

Licenciado para tratamento da Covid-19, o prefeito Hernandes da Areia não resistiu à doença e veio a óbito neste sábado.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira