Monday, 22 de July de 2019

OPINIÃO


Ponto de vista

Envelhecimento da população ainda é tabu

09 Sep 2018    12:11    alterado em 09/09 às 12:11
Envelhecimento da população ainda é tabu

Rafael Pereira
@rapres (Redes Sociais)
Telefone:(63) 9 81171300


Atualmente temos uma taxa maior de longevidade em relação as décadas passadas; os avanços nas áreas da medicina e novas oportunidades no modo de vida, fez com que vivêssemos mais. Lidar com o envelhecimento da população ainda é um tabu, e gera questionamentos sobre responsabilidades políticas sobre as regras que regem os deveres propiciados aos idosos.

Logo o Brasil será um dos países com maior taxa de idosos do mundo, e segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), até o meados de 2025 teremos uma taxa de 33,4% de pessoas consideradas idosas. Mas será que estamos preparados para a velhice, ou até mesmo aos deveres que esta etapa da vida impacta na sociedade.

Hora, temos ainda grandes problemas com a cultura regional na conformidade dos respeitos às fragilidade dos nossos idosos. Infelizmente ainda há muitos casos de agressão e até mesmo o descumprimento de atendimentos prioritários. Neste ponto precisamos ter outros olhares e nos colocar como uma futura pessoa de terceira idade. Ainda vivemos muito nos costumes do ato presente, e tão pouco paramos para pensar no futuro.

A seguridade financeira que é tão importante para este estágio de vida, não é discutido com a frequência que deveria ser, pois aos poucos seria a prevenção aos efeitos do pragmatismo acima da aposentaria pública e até mesmo da privada. É muito comum relatos de idosos quanto ao desconhecimento de planejamentos financeiros a qual são propensos a golpes no pouco dinheiro que tem direito. Níveis de instrução é um excelente fator positivo para se policiar nestas questões. Quanto menor o nível de instrução, maior os riscos em cair nas práticas de estelionato e outros crimes.

E no campo da educação que compete o favorecimento ao leque de sabedoria dessas pessoas. Há de se observar alguns modelos como os das universidades abertas a terceira idade e centros educacionais com iniciativa para ajudar com bastante informação. Pois muitos destes não tiveram a oportunidade na juventude para se dedicar aos estudos, e abrir-lhes os olhos para leitura é um trunfo decente para muitas famílias. Outra preocupação comum são os cuidados com a própria saúde com maior parte da renda realocada, ato este ainda incomum aos jovens.

As novas gerações enfrentam grandes problemas com a abertura imersa das informações geradas através das redes sociais e tecnologia. Diante a realidade em que estarão expostos, sobre isto, uma visão do envelhecimento não pode ser vista simbolicamente como uma fase da vida, mas o resultado de um processo longo e construído em vários passos cronológicos de vivencia, que somam ao anoso. Medidas preventivas devem ser tomadas na tentativa de se garantir dignidade pessoal, capacidade de participação social e um envelhecimento autônomo. Nesta lógica, o que muitos almejam é a pretensão de envelhecer bem, com vários benefícios do planejamento.

COMPARTILHE:


Confira também:

Crônica
O TEMPO

Queda no Consumo

Intenção de consumo sofre quinta queda consecutiva em julho

A pesquisa traz, ainda, informações sobre a visão dos consumidores para compra de bens duráveis, o acesso ao crédito e o nível e a perspectiva de consumo.

Defensoria

Dados apontam que 81,6% das pessoas atendidas pela Defensoria Pública vivem com até um salário mínimo

Estatística contabiliza apenas dados socioeconômicos coletados no primeiro semestre de 2019 oriundos dos mais de 89 mil atendimentos realizados pela Instituição


Seciju

Ações contra violações de direitos são realizadas em praias do estado

Equipes técnicas da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) participaram de reuniões para fortalecimento da Rede de Proteção e realizaram ações de sensibilização nas praias de Porto Nacional e Pedro Afonso e fortaleceram a Rede de Proteção.


PM

Ação conjunta da Polícia Civil do Tocantins e da Polícia Militar de Goiás resulta na prisão de homicida foragido de Araguaína

Ele é suspeito de ser o autor de pelo menos dois homicídios praticados, em Araguaína, nos anos de 2018 e 2019 e foi capturado, mediante cumprimento a mandados de prisão preventiva, oriundos da 1° Vara Criminal da Comarca de Araguaína.


Regularização

Governo inova em gestão e abre portas do Instituto de Terras do Tocantins para estágio em 2019


CPPA

Suspeito de cometer homicídio em 2015 é preso pela Polícia Civil em Araguaína


Premiação

EDP, controladora da Investco e da Enerpeixe no Tocantins, está entre as 15 marcas mais valiosas no mundo


Resgate

Paciente em estado grave é transportado de Miracema para Palmas pelas equipes do CIOPAER e SAMU


TV

Gastronomia alemã é o próximo desafio do MasterChef


Encceja

100% das unidades prisionais e socioeducativos realizarão o Encceja PPL 2019



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira