Tuesday, 19 de February de 2019

OPINIÃO


Opinião

Para de roubar no jogo, enfrente a vida!

21 Nov 2012

A maioria de nós se encontra à deriva, sendo levado, arrastado e devolvido pela correnteza, apesar de imaginarmos estar com algum controle sobre nossas vidas. O por quê?

Salvo magnanimidade excelsa de iluminados seres que se conectam a grande força, a maioria de nós, em formato mais realista de vida, ocidental e capitalista, costuma viver e sofrer diariamente.

O mesmo parece se conectar com o fato de estarmos a criar expectativas de sucesso nos projetos que obtusamente elencamos de forma aleatória.  Revelando uma lógica do absurdo característico dos sonhos, que os colocamos em vida e a eles damos formato e governo.

E quando os projetos fracassam, sofremos!  

Nestas horas buscamos qualquer objeto acerca para não naufragarmos.  Agarramo-nos a ele, e o conferimos o “poder” de nos ajudar a sair destas situações, advindas de “pseudo-fracasso”, que muitas vezes nos levam a depressões, desesperos. Ao fim, a dor em si.

É usual, quero crer, que muitos depositam esta sensação “de falta de chão” a nos amparar, ou na religião (seja qual for) ou na filosofia. Imputo aleatoriamente, que os mais crentes, buscam a religião – que promete a salvação pela fé cega.

E que as pessoas de caráter mais racional em comportamento, se arriscam a buscar auxílio na filosofia – que promete a salvação pela razão. Contudo, adentrar na filosofia, não é matéria fácil de realizar, pois a literatura da mesma, fatalmente os empurrará em direção a leitura de obras como as de Kant, Hegel, Nietzsche, Platão ou algum pré-socrático.

Acho dispensável me estender no formato dos que buscam a religião, pois cada um a sua maneira deposita o “problema” em fé, para o divino em sua busca vir a ajudar.

Para fugir do lugar comum, a delatar algum sentido vazio para o texto, o inchando de informações desnecessárias, irei me aventurar a mapear a origem desta turbulência, e a ela dar um pouco de luz para nos ajudar.

Um amigo falou – caso ele queira, publico depois o nome dele – ter escutado ou aprendido que só existe um pecado: Roubar. E que todo o resto era decorrência deste.

Para compreensão do mesmo é necessário ampliar nossa ideia da palavra roubo. E o mesmo me exemplificou: “Se mentimos, roubamos do outro o direito de saber a verdade”.

Ao colocarmos culpa nos terceiros, os roubamos de se defender e se manter sereno e não agoniado em busca de provar sua inocência.

Se matarmos, do outro retiramos a bênção da vida.

Se trairmos, induzimos à outra parte a sensação de perda da confiança, além de nele depositarmos semente da indignação por acabar a se sentir um ingênuo e tolo.

Se não cooperamos para a realização do projeto alheio, catapultamos o próximo para o fosso da frustração, como acontece conosco que precisamos dos mesmos próximos para nos completar.

Enfim gostaria de demonstrar ao final, que é inerente as relações sociais, não se desenvolverem na forma 100% suave, e que a todos agrade. Gregos e Troianos.

Talvez seja exatamente desta asserção que podemos encontrar o sêmen, o grão original, que a nós passa despercebido, sendo o responsável, pelas situações geradoras da nossa vivência em sociedade. E que às vezes acaba por nos causar o insucesso.

Logo, o que adoraria concluir é que: caso consigamos ver esta dinâmica em nossas trocas sociais, poderemos ficar menos desamparados e não mais a mercê, ou vagar do inevitável resultado das interações sociais.
Sempre alguém ou alguma coisa nos roubará o direito de algo, ou pode nos incorporar ao poço da frustração.
Imaginem que bom se nos fosse dado a vidência de entender estes cursos decorrentes de qualquer relação – pois o próximo tem seus projetos e não partilha necessariamente de ajudar a concretizar os seus – e vice versa. Tão simples quanto.

Termino: Melhor não perder tanto tempo com a filosofia, ou a religião como bengalas para estes desapontamentos e começar a encarar as verdades da vida.


Abraços,


Renato Schmekel
O autor na internet:
http://www.facebook.com/AutorRenatoSchmekel
http://www.renatoschmekel.com.br/

COMPARTILHE:


Confira também:

Crônica
O TEMPO

Exonerações Suspensas

Justiça atende DPE e MPE e suspende ato do governo que exonerou profissionais da saúde

Efeitos do ato declaratório nº 01/2019 estão suspensos. Defensoria Pública e MPE expuseram na ação civil pública que o Ato ainda gera graves consequências na desassistência da saúde pública.

Mulheres Presas

Neste ano, nove mulheres foram presas por tentar entrar com ilícitos em unidades penais do Estado

Após, a mulher confessou as agentes que carregava um celular na genitália e foi conduzida para a Unidade de Pronto Atendimento Norte, em Palmas, para retirada do aparelho.



Ponte de Porto

Defensoria e OAB vão integrar comissão que trata sobre interdição da ponte de Porto Nacional

Audiência, realizada na sexta-feira, 15, debateu os principais impactos gerados com a interdição


Ocorrência

Polícia Civil apreende 30 kg de maconha e prende traficante no Sul do Estado

As investigações da Polícia Civil constataram que Hailton trazia, do Estado de Goiás, grandes quantidades de entorpecentes para Gurupi e região, e que, nessa madrugada, outra remessa chegaria ao Tocantins.


Meio Ambiente

Municípios têm apenas 30 dias para protocolar processo do ICMS Ecológico no Naturatins

De acordo com a legislação, anualmente, os municípios tem prazo até o dia 15 de março, para manifestar o interesse e comprovar o cumprimento das exigências, conforme disposto no Decreto nº 5.264/2015.


Diálogo

Secretários apresentam plano de reestruturação à instituições dos diferentes poderes do Estado


Itelvino Pisoni

Sistema Fecomércio Tocantins realiza visita a Prefeita Cinthia Ribeiro


Tocantins

Dispara número de casos prováveis de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti


HGP

Defensoria emite recomendação para Sesau por desassistência na oferta de cirurgias cardiológicas em Palmas


Adapec

Produtor rural pode emitir Guia de Trânsito Animal de qualquer localidade


Segurança

Identificação facial e papiloscópica da Polícia Civil é destaque em operações de combate à criminalidade no Tocantins



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira