Monday, 14 de October de 2019

POLÍTICA


Bom humor

Alguns candidatos têm nomes poucos convencionais

06 Aug 2008

No vale-tudo do sofrido processo eleitoral, há quem ainda encontre tempo e disposição para o bom humor. Adaptando o ditado popular, tem gente que “perde as eleições, mas não perde uma piada”. Nessa hora, muitos candidatos acabam utilizando artifícios nada convencionais, como nomes fora do comum, para atrair a atenção dos eleitores.

Grande parte dos candidatos procurou se identificar como “Fulano de alguma coisa”, talvez na tentativa de fazer com que o eleitor lembre-se de quem se trata. Em Brejinho do Nazaré, há o candidato “Cícero da Pá”; em Almas, o “Bonfim da Água Limpa” e, em Rio Sono, a “Loura do Batola”. Como eles, tantos outros candidatos “... do Pit-dog”, “... do Telefone”, “... da Farmácia, “... dos Correios”, “... do INSS”, “... do Chambari”, e por aí vai. No entanto, os mais populares mesmo são os “... da Ambulância”. Quase 10 candidatos a vereador do estado adotaram a terminação.

Identificar a profissão também é mais uma estratégia muito utilizada pelos candidatos. Se não ganharem as eleições apelando para o apoio dos companheiros da mesma classe, pelo menos valeu a propaganda! Tem Enfermeiro, Eletricista, Pintor, Dentista, Fotógrafo, Pescador, Cantor, o famoso Leiteiro e, até mesmo, um raro Samuray.

Há ainda candidatos que levantam suspeitas dos mais desconfiados apenas pelos nomes de legenda. Como é o caso do “Pirigoso” (com ‘I’ mesmo), “Luiz Cara Ruim”, “Nonato da Erva”, “Dikim Bravo”, “Chico Doido”, “Traíra”, “Maria Bala”, “Marison Espuleta”, o famoso “Ali Babá” e, para fechar, “Zezinho Barra Pesada”. Que Deus nos proteja!

Como não poderia deixar de ser, com tantas fazendas na região, a reportagem encontrou um “Cawboy” (esse se escreve com ‘A’), o “Boiadeiro”, “Edelson Boi” e o “Vaqueirinho”. Para completar, imagina-se que, por o Estado fazer parte da Amazônia Legal (se algum – uns - político – s – não resolverem tirar o Tocantins desta condição), o que não faltam são candidatos com nomes de animais. Tem “Papagaio”, “Arara”, “Caititu”, “Lontra”, “Galinha”, “Morcegão”, “Pombo”, “Jacaré” e até nomes de cobras, como “Sucuri” e “Jibóia”.

Há muitos “inhos” – “Cheirinho”, “Tampinha”, “Paulinho”, “Luizinho”, “Toquinho”, “Bebezinho” – e muitos “ãos” – “Zezão”, “Joãozão”, Terezona”, “Manelão”, “Marcão”... – são tantos “inhos” e “ãos” que faltaria espaço!

Outros mais ousados acabaram usando seus verdadeiros nomes (apesar de não parecerem verdadeiros). “Pocidônio”, “Kerns”, “Lingstônio”, “Hagahus”, “Mudestino”, “Teksandra”, “Carlomam” e “Salmeron” são os mais curiosos.

Por falar em curiosidade, dá até vontade de saber de onde surgiram certos apelidos, como “Secreta” (que é um homem), “João Tronco”, “Zum”, “Ruído”, “João Badalo”, “Pipoca”, “Fedega”, “Helena Bola de Fogo”, “Meio Kilo”, “Budega do 19”, “Toco do Padre”, “Xumbrega”, “Xuruca”, “Ha1000ton” (curioso até na escrita) e os famosos “Ronaldinho”, “Dunga” e “Layd Dayany”.

E a lista segue com tantas opções que valeria a pena elaborar um concurso dos nomes mais criativos e originais das eleições tocantinenses. Pra quem quiser observar a lista na íntegra, basta acessar o site do TSE (www.tse.gov.br).

 

 

Alguns nomes interessantes que concorrem nestas eleições no TO


Ali Babá

Bonfim da Água Limpa

Chico Doido

Cícero da Pá

Dikim Bravo

Lingstônio

Loura do Batola

Luiz Cara Ruim

Maria Bala

Marison Espuleta

Nonato da Erva

Pirigoso

Traíra

Zezinho Barra Pesada

COMPARTILHE:


Confira também:


Fim de semana

Atletas quenianos são vencedores da XIX Meia Maratona do Tocantins

Do Tocantins, o atleta Antônio Wilson, de Araguaína, faturou o segundo lugar na corrida dos 21 km


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira