Thursday, 23 de January de 2020

POLÍTICA


Operação João de Bar

Correio Braziliense faz duras acusações contra Raul; prefeito licenciado nega tudo

04 Sep 2008

Matéria veiculada no jornal Correio Braziliense, no último domingo, 31, acusa o prefeito licenciado de Palmas e candidato a reeleição, Raul Filho (PT), de ter favorecido um consórcio de empreiteiras para que esta vença uma obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no valor de R$ 55 milhões. As informações são baseadas em um relatório inédito da Polícia Federal, que chegou até o jornal. De acordo o Correio, em troca das “facilitações”, Raul teria pedido em troca um aparelho de ginástica no valor de R$ 9 mil.

O equipamento teria sido comprado pela esposa do lobista Horácio César Fonseca, suporto intermediário entre Raul e as empresas, e despachado até Porto Nacional, de onde partiu para uma das fazendas de Raul, situada na região.

O prefeito licenciado nega veementemente as denúncias. "Consideramos uma irresponsabilidade a divulgação de fatos que não foram ainda apurados e que não serão comprovados e são considerados segredo de justiça. A Polícia Federal nunca nos convocou para prestarmos qualquer tipo de esclarecimento”, declara Raul em nota, e acrescenta: “A nossa honra não tem preço e não será jamais comprada por ouro nem prata e o povo de Palmas sabe disso. Esperamos que a apuração se dê o mais rápido possível, pois nos afastamos da Prefeitura, nos licenciamos do cargo de prefeito, para que houvesse total transparência neste trabalho”.

 

Repercussão

Na sessão plenária da última terça-feira, na Câmara de Vereadores da Capital, o assunto não poderia ser outro. De acordo com o vereador Orion Milhomem (PMDB), a denúncia feita pelo Correio Brasiliense é meramente eleitoreira. "Fiquei sabendo que pessoas influentes do Tocantins estiveram na sede do Correio Brasiliense, no Distrito Federal e, posteriormente, a matéria foi publicada. Outro fator intrigante também é a candidata a prefeita em Palmas falar muito em Polícia Federal (PF)", disparou.

O vereador Evandro Gomes (PMDB), candidato a vice na chapa de Nilmar, disse que só iria emitir opinião quando a Polícia Federal se manifestasse oficialmente. “Vamos aguardar os resultados", concluiu Gomes.  

Também debateu sobre a denúncia, o vereador Dr. Sebastião Silveira (DEM) que quer saber informações sobre a aplicação do convênio no valor de R$ 55 milhões. “Não fiz nenhuma denúncia sobre a publicação da matéria do Correio Brasiliense, que fala sobre Raul Filho e, sim, trouxe fatos", disse Silveira. (com informações da Ascom/CM)

COMPARTILHE:


Confira também:


ABDE

Agências de fomento do Tocantins e outros nove estados passarão a ter recursos do Fungetur para impulsionar o turismo

São financiáveis obras civis, ampliação, modernização e reforma de empreendimentos, bem como a aquisição de máquinas e equipamentos e capital de giro


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira