Tuesday, 07 de April de 2020

POLÍTICA


Marcello Lélis Inaugurado comitê

18 Jul 2008

Com a presença de grande parte da base da União do Tocantins e de seu principal líder, Siqueira Campos (PSDB), o comitê de Marcello Lélis foi inaugurado na manhã da última segunda-feira, 14. Para dar início aos pronunciamentos, a deputada estadual Luana Ribeiro (PR) saldou Siqueira, a quem se dirigiu como o “pai dos utistas”, e declarou: “jamais fizemos algo sem consultar nosso mestre, nosso protetor”, referindo-se ao líder da UT. Luana ainda afirmou que não há dinheiro que compre a honra do povo e garantiu: “vamos retomar o governo de volta para a União do Tocantins”.

Da mesma forma, o deputado federal Freire Júnior (PSDB), em seu discurso, declarou que com Marcello, irão banir de vez a Polícia Federal na casa de prefeito (referindo-se à operação João de Barro), e as “práticas nefastas de tentativa de compra de partido como fizeram com o PSDB”.

O discurso do senador João Ribeiro (PR) teve um ar receoso quanto aos adversários. O senador advertiu o candidato que a UT terá que enfrentar duas grandes estruturas, a do município e a do estado. Também acrescentou que Marcello terá muito que crescer durante a campanha, mas alegou que o candidato tem uma vantagem contra os adversários, que é o apoio de Siqueira.

O líder utista, em seu pronunciamento, confessou ter sido questionado se seria candidato. Quanto a isto, o ex-governador do estado disse que confiou a Lélis esta missão, sabendo que ele tem responsabilidade e que é capaz de cumprir este papel. Siqueira também passou às mãos do candidato o planejamento da capital até o ano de 2020 e um Atlas do estado e alegou que deixou a cidade com 200 mil habitantes e, segundo ele, quem não manteve este número foram os próprios gestores (numa referência a diminuição na população de Palmas, de acordo com dados do IBGE). Siqueira concluiu seu discurso garantindo: “tudo que eu puder fazer, farei para contribuir. Vamos ganhar e eles vão ter que engolir. Nem que a vaca tussa!”.

COMPARTILHE:


Confira também:


Seu bolso

Sindiposto-TO diz que preço do combustível no Tocantins não cai por culpa de distribuidoras e pede providências da ANP

Os revendedores destacam que as três grandes companhias, que detém cerca de 70%, estão segurando as quedas de preços da Petrobras, bem como dos biocombustíveis.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira