Monday, 18 de February de 2019

POLÍTICA


TV Legislativa

Projeto se arrasta há três anos

12 Jun 2008

A TV Legislativa, ou também chamada TV Assembléia, vem mudando completamente a forma de fazer política, tanto no Congresso como nos 16 estados brasileiros que já implantaram esse importante recurso. Com ela, os parlamentares não falam apenas para os seus pares, na tribuna, mas para todos os cidadãos, já que a transmissão é feita em canal aberto.

No Tocantins, quem levantou essa bandeira, em 2005, foi o deputado César Halum (DEM), que era o presidente da Casa na época. Ainda naquela época, o deputado elaborou um projeto de implantação da TV Assembléia, mas, com o final de seu mandato como presidente da AL, o projeto ficou parado. Este ano, porém, o atual presidente Gaguim (PMDB) pediu apoio a Halum para retomarem as discussões da implantação da TV. “O presidente está com a mentalidade de que é preciso implantar a TV aqui e eu me coloquei à disposição naquilo que eu puder contribuir. Adquiri um certo conhecimento na elaboração desse projeto, e estou à disposição para ajudar. Esse é um projeto da Casa”, afirmou Halum, entusiasmado.

Para o deputado, a TV Assembléia vem mudar totalmente a forma de fazer política no Estado, como tem sido no restante do Brasil. Halum acrescenta que a TV só trará benefícios ao Estado e à população, pois ela faz com que os parlamentares se preocupem em estudar e melhorar seu desempenho, porque eles estarão sendo vistos não só pelas pessoas que freqüentam a Casa, mas por toda a população e essa melhora no desempenho é boa para o Estado.

O deputado ainda aponta as vantagens para a população. Segundo ele, a TV vai permitir à população escolher melhor seu representante, uma vez que a TV Assembléia permitirá um acompanhamento do desempenho dos parlamentares pelos quatro anos. “Assim, o eleitor vai conhecer seu candidato não na campanha política, porque nessa situação é muito simples, a pessoa sobe no palanque, mente à vontade, veste uma roupagem que não é a sua, parece ser bonzinho e, durante o mandato, é outra coisa. Ela – a TV Legislativa – aumenta a credibilidade e vem democratizar o processo. E a população pode ver que nem todos são bandidos”, desabafa o deputado.

O presidente da Casa informou que já está com o projeto da TV Assembléia do Piauí em mãos. Lá, a TV também funciona em canal aberto. Gaguim afirma que pretende seguir os passos do projeto e montar uma fundação. “Antes o canal era disponibilizado para o governo, mas agora estamos trazendo para a Assembléia. Dentro dessa fundação, tentaremos abrir um leque com universidades, Tribunal de Justiça, para fazermos convênios, o que torna o projeto mais viável”, explica. A fundação deve ser criada no período de 20 a 30 dias e, depois disso, o processo é encaminhado ao Ministério das Comunicações para a concessão do canal. “Mas ainda não temos previsão de quanto tempo isso pode levar”, alertou Gaguim.

 

Custos

De acordo com o deputado César Halum, o custo depende de como o projeto será elaborado. Para ele, por meio de parcerias com o Governo, universidades e outros canais, como a TV Câmara, TV Senado, TV Justiça, para que haja retransmissão da programação desses canais nos horários vagos, o custo seria bem reduzido. Halum também informou que, quanto a equipamentos, a AL já possui duas câmeras, mas teria que comprar uma terceira, também seria necessário um estúdio e uma ilha de edição. A AL transmitiria as sessões do Plenário, do Plenarinho e alguma solenidade que o presidente da Assembléia ou a Casa estivessem envolvidos. O custo estimado seria de pelo menos 300 mil reais. “Com esse valor, acredito que daríamos uma arrancada boa”, concluiu o deputado.

COMPARTILHE:


Confira também:


Crimes no Tocantins

Maioria dos crimes no Tocantins estão relacionados ao tráfico de drogas e feminicídios, revela Sindiperito

O aumento da criminalidade no Tocantins preocupa e o trabalho dos profissionais da perícia é fundamental no combate ao crime, pois, somente com uma análise pormenorizada das evidências é possível chegar aos culpados, puni-los e coibir que novos casos ocorr

Imbróglio

MPE requer suspensão de contrato do serviço de estacionamento rotativo de Palmas

“Transcorridos quase dois anos após o abandono e o descaso por parte da empresa concessionária, o que se pretende, agora, é a retomada do serviço público com nova roupagem”, avalia o texto do pedido de liminar.



Ocorrência

Polícia Civil apreende 30 kg de maconha e prende traficante no Sul do Estado

As investigações da Polícia Civil constataram que Hailton trazia, do Estado de Goiás, grandes quantidades de entorpecentes para Gurupi e região, e que, nessa madrugada, outra remessa chegaria ao Tocantins.


Meio Ambiente

Municípios têm apenas 30 dias para protocolar processo do ICMS Ecológico no Naturatins

De acordo com a legislação, anualmente, os municípios tem prazo até o dia 15 de março, para manifestar o interesse e comprovar o cumprimento das exigências, conforme disposto no Decreto nº 5.264/2015.


Diálogo

Secretários apresentam plano de reestruturação à instituições dos diferentes poderes do Estado

“O que queremos é que todas as instituições compreendam que a situação em que nos encontramos requer ações imediatas, de modo que possamos ter um estado sustentável a médio e longo prazo”, frisou Edson Cabral.


Itelvino Pisoni

Sistema Fecomércio Tocantins realiza visita a Prefeita Cinthia Ribeiro


Tocantins

Dispara número de casos prováveis de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti


HGP

Defensoria emite recomendação para Sesau por desassistência na oferta de cirurgias cardiológicas em Palmas


Adapec

Produtor rural pode emitir Guia de Trânsito Animal de qualquer localidade


Segurança

Identificação facial e papiloscópica da Polícia Civil é destaque em operações de combate à criminalidade no Tocantins


Brasília

Damaso fala da responsabilidade do cargo assumido e pede ao Governo apoio para os municípios



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira