Sunday, 17 de November de 2019

SAÚDE


Saúde

Entenda sobre a humanização do parto

07 Jan 2019    19:15
ASCOM/Divulgação Entenda sobre a humanização do parto

Quando falamos sobre parto humanizado, é importante considerarmos que o termo não pode ser entendido como um tipo de parto, mas sim como uma assistência específica que é oferecida à gestante e ao recém-nascido durante o pré-natal, parto e pós-parto. “Essa assistência fundamenta-se em dois fatores: o primeiro é a valorização do protagonismo da mulher em sua gestação e parto, entendendo que isso significa respeitar suas escolhas. Já o segundo é a busca por um manejo do pré-natal e parto pautado por evidências científicas, com o objetivo de garantir condutas que impliquem menor risco e maior benefício para saúde da mãe e do bebê”, explica o Doutor Paulo Noronha.

A prática do parto humanizado se tornou mais conhecida e disseminada após as mulheres entenderem que são donas dos seus corpos, já que o modelo tradicional de assistência pode ser violento ao corpo e à autonomia da mulher. Por isso, Paulo Noronha reforça a importância da busca por informações nesse momento. “As gestantes precisam ter a liberdade de decidir qual tipo de parto se encaixa melhor nas suas expectativas e de acordo com a sua saúde. A sociedade tem debatido questões sobre autonomia da mulher, direitos sexuais e reprodutivos. E tendo conhecimento sobre parto humanizado, a mulher pode compreender melhor que essa prática é sim muito segura”, diz.

E é também graças às redes sociais que o assunto têm se tornado pauta de debates em grupos de gestantes, tentantes e feministas, principalmente após a prática ter sido escolhida por muitas famosas e influenciadoras, como Carol Castro, Gisele Bündchen, Bela Gil, Sophie Charlotte, Isis Valverde e Juliana Alves. De acordo com a obstetriz Bianca Rocha, a divulgação do parto humanizado abre um campo para discussão que é necessário e serve para desmistificar o assunto. No entanto, o parto humanizado deve ser tratado com a seriedade que merece. “No mercado hoje em dia existem muitos profissionais que se dizem da linha da humanização, mas que na verdade não são”, ressalta Bianca.

O fato é que, a partir do momento em que grandes personalidades falam sobre o parto humanizado, a cultura da cesárea no Brasil é questionada e proporciona a possibilidade de conversar de forma correta sobre a humanização. A tentativa de um parto normal com boa assistência sempre será a melhor escolha para a mãe e filho, levando em consideração a segurança de ambos acima de tudo.

COMPARTILHE:


Confira também:


Atenção

Energisa reforça orientações de segurança em caso de temporais

Em 50 dias, mais de 400 postes foram derrubados por eventos climáticos severos no Tocantins

Serviço

Governo, por meio do Sine, orienta trabalhadores para habilitar a Carteira de Trabalho Digital

Para acessar a Carteira de Trabalho Digital é necessário obter a senha de acesso no Acesso.gov.br. Para aqueles que não possuem a senha, poderão adquiri-la através do Aplicativo da CTPS Digital, ou clicando no link a seguir Acesso.gov.br




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira