Monday, 17 de June de 2019

SAÚDE


Plansaúde

Para Defensoria Pública, troca de empresas beneficia os usuários e garante economia ao Estado

06 Sep 2018    14:15    alterado em 06/09 às 22:46

Com o objetivo de garantir assistência adequada aos mais de 90 mil usuários do Plano de Saúde dos Servidores do Estado (Plansaúde), uma audiência na Justiça debateu as providências necessárias para a rescisão do contrato com a empresa Unimed e a contratação com a Infoway – Tecnologia e Gestão. O debate focou assuntos como transferência de dados sobre atendimentos da empresa antiga para a nova, prazos para pagamentos de dívidas vencidas e de contas a vencer foram. A audiência foi realizada na quarta-feira, 5, na Vara da Fazenda do Fórum de Palmas, sob a mediação da juíza Silvana Parfeniuk.

 

Conforme decisão da Juíza, o contrato com a Infoway está homologado e a Unimed deverá providenciar até a meia-noite desta quinta-feira, 6, a transferência de dados para a Secretaria Estadual de Administração (Secad) como gestora do Plansaúde. Conforme a decisão, o repasse de dados deverá incluir informações sobre o atendimento, carência, internações, intercâmbios e quaisquer outras informações relativos a atendimentos realizados, em andamento ou programados para data futura.

 

Na ocasião, a Unimed anunciou dívida do Estado com a empresa no valor de R$ 2.408.706,78 já vencida e de R$ 2.840.302,75 de contas a vencer no próximo dia 25. Além disso, há também uma dívida no valor de R$ 2.310.738,67 referente à OPMEs (órteses, próteses e materiais especiais). Na audiência, o defensor público Arthur Luiz Pádua Marques, que coordena o Núcleo Especializado em Defesa da Saúde (Nusa), lembrou sobre a auditoria do Estado de avaliação dos valores e, somente após a conclusão da mesma, poderá ser realizado o pagamento.

 

A Justiça decidiu, ainda, sobre formas de pagamentos, parcelas e prazos, tanto de pessoa física (prestadores de serviços médicos aos usuários do Plansaúde) quanto à empresa, após acordo com todas as partes.

 

Ainda na audiência, foi feita a homologação do contrato da licitação com a empresa Infoway, que passa a operar o Plansaúde a partir desta sexta-feira, 7. Conforme o subsecretário estadual de Administração, Edson Cabral, o Estado já providenciou um prédio adequado para atendimento da nova empresa contratada e também já realizou contato com os hospitais, clínicas e prestadores de serviços visando o credenciamento que viabilize o atendimento aos usuários internados em tratamento de hemodiálise, câncer e outras patologias.

 

 

Avaliação

Para o Defensor Público, a transição da Unimed-Infoway feita pela Secad foi muito bem organizada no sentido de se preocupar com o paciente. “A Secad se preocupou com o paciente, montou uma transição interessante, já está credenciando os prestadores, conseguimos organizar para que a Unimed entregue o banco de dados para o Estado operar, as pessoas físicas vão continuar recebendo normalmente pelo Sindicato dos Médicos e isso é positivo porque não interrompe o pagamento dos profissionais que mantém o atendimento aos usuários do Plansaúde”, destaca.

 

O coordenador do Nusa ressaltou, ainda, a economia de gastos após a Ação Civil Pública proposta pelo Núcleo. Segundo ele, as faturas de OPMEs caíram em torno de 30 a 50% do que se vinha praticando desde que o Plano nasceu, em 2017. “Houve uma economia drástica e, além disso, o valor pago à empresa que assume agora cobra menos da metade do que vinha se pagando para a Unimed Centro-Oeste”, declarou.

 

Segundo o Defensor, a Unimed-Centro Oeste já deveria ter saído do Plansaúde há muito tempo. “A vitória maior que o Estado tem hoje é a saída da empresa porque ela não tem condições de prestar serviço público e ela praticou preços muito acima do preço de mercado durante muitos anos, dando muito prejuízo ao erário, o que já está sendo apurado em investigação própria”, conclui Arthur Pádua.

 

Audiência

Estiveram presentes: o defensor público Arthur Luiz Pádua Marques; o subsecretário de Administração do Estado, Edson Cabral; o procurador do Estado Kledson Moreira Lima; a promotora de Justiça Ceres Gonzaga de Rezende; A presidente do Sindicato dos Médicos do Tocantins, Janice Painkow, e representantes das secretarias estaduais da Fazenda, Administração e da Unimed. (ASCOM).

COMPARTILHE:


Confira também:


Opinião

O “combinado” tem que ser com o povo

Por enquanto o prédio onde funciona a prefeitura de Palmas no centro da cidade se tornou a grande Torre de Babel.

416 Vagas

Unitins lança edital de transferência externa com 416 vagas

Vagas são distribuídas entre os quatro câmpus e as inscrições começaram neste sábado. Seleção se dará por meio de análise documental e prova de redação


Ações

Semana do Governador Carlesse contou com entrega de equipamentos para a PM e discussão sobre a reforma da Previdência

Além da Fenepalmas, o Governador Mauro Carlesse também debateu a necessidade de receber mais investidores privados e afirmou, ao presidente da Acipa, que o Estado está de portas abertas para receber novos empresários que queiram se instalar no Tocantins.


Encontro de Defensores

Governador Carlesse recepciona Defensores Gerais e destaca atuação da Defensoria Pública do Tocantins

Palmas sedia encontro nacional de defensores públicos gerais


Taquaruçu

Movimento pela Vida 2019: Evento traz programação em prol de um mundo melhor


Pressão

Bancada do TO decide entrar com representação no CADE contra a Gol e obtém sinal verde para jatos da Azul em Araguaína


Negócios

Acipa apresenta projeto da Fenepalmas ao governador Mauro Carlesse


Articulação

Kátia Abreu reune prefeitos da região sul para tratar de pavimentação das cidades


Campo

Ruraltins incentiva criação de abelhas sem ferrão em minicurso na Expoara


Serviço

Tocantins realiza encontro Estadual para o fortalecimento da Atenção Primária à Saúde



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira