Tuesday, 23 de July de 2019

SAÚDE


PQA

Saúde lança Rede para realizar análises e pesquisas na linha dos insumos agrícolas

09 Feb 2018    16:46
Nielcem Fernandes Saúde lança Rede para realizar análises e pesquisas na linha dos insumos agrícolas

Com o objeto de amenizar os impactos do uso dos insumos agrícolas a Secretaria de Estado da Saúde, por meio da Superintendência de Vigilância de Promoção e Proteção a Saúde, lançou a Rede Analítica de Pesquisas em Produtos Químicos Agrícolas (PQA)  da Região Centro-Norte do Brasil. O intuito é discutir, estimular, apoiar, promover ações de pesquisas científicas, análises químicas, promoção da saúde dos trabalhadores e dos ambientes, que envolvam PQA nos estados do Tocantins, Distrito Federal, Mato Grosso, Rondônia e outros da região Centro-Oeste e Norte do Brasil, que vierem a fazer parte desta rede.

A SES-TO recebeu ainda um veículo doado pelo Ministério Público do Trabalho para o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador, com o intuito de apoiar  na realização das ações de vigilância com foco na saúde do trabalhador, realizado pelo Centro de Referência à Saúde do Trabalhador (CEREST). 

Rede PQA

“Lançamos hoje a Rede Analítica de Pesquisa em Produtos Químicos Agrícolas e em breve formalizaremos os termos de cooperação técnica. O intuito da Rede é realizar análises e pesquisas na linha dos insumos agrícolas para conhecermos a realidade do cenário tocantinense e consequentemente realizar um trabalho junto à população que está exposta a esses produtos. Não estamos falando apenas de agrotóxicos, estamos levando em consideração os fertilizantes e insumos. Uma vez detectada a exposição dos trabalhadores aos agrotóxicos existem maneiras de intervir, reduzir ou até mesmo eliminar os impactos na saúde do trabalhador melhorando a sua qualidade de vida” explicou a diretora de Vigilância Ambiental e Saúde do Trabalhador, Adriana Feitosa.

A Rede é fruto de uma parceria entre Secretaria do Estado da Saúde, Ministério Público do Trabalho, Universidade Federal do Tocantins e o Fórum Tocantinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos.

Parcerias

O presidente do Fórum Tocantinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos, o promotor da 10ª Procuradoria de Justiça do Ministério Público Estadual, José Maria da Silva Júnior, ressaltou que encontros trimestrais são realizados para discutir as temáticas em torno dos impactos na saúde dos trabalhadores e no meio ambiente no sentido de garantir os direitos constitucionais. “Apesar de pouco tempo de criação do fórum, muita coisa já foi feita. Porém, ainda há muito a fazer. O Tocantins é um Estado agrícola dentro do panorama do Brasil que tem como uma das suas principais atividades a agricultura. É preciso saber dosar as coisas para que se respeite os direitos previstos na constituição, como o direito a saúde, a um meio ambiente ecologicamente equilibrado e os direitos sociais. É nesse contexto que o fórum está atuando. É preciso haver um equilíbrio entre a necessidade de produção e os direitos constituídos por lei” justificou.

A Universidade Federal do Tocantins é parceira da Rede PQA e fornece os dados de pesquisa para o desenvolvimento de ações de prevenção e combate dos impactos causados pelos diversos tipos de insumos agrícolas. O Professor Dr. Emerson Guarda, do curso de Engenharia Ambiental, afirmou que o papel da Universidade é contribuir para a consolidação de uma estrutura que forneça dados técnicos e científicos aos demais parceiros “a nossa função e colaboração é na parte técnica das análises desses compostos químicos para montar uma estrutura que atenda as necessidades dos outros parceiros da rede”, relatou.

Dr Emerson revelou ainda que a Universidade já avançou no campo das pesquisas desses compostos “nós temos pesquisas no nível de graduação e pós-graduação, ainda não são resultados amplos e conclusivos mais estamos evoluindo. Agora estamos buscando ampliar esses resultados com amostras que nos são demandadas como água, solo e até mesmo em relação aos trabalhadores para dar uma resposta melhor a sociedade em geral. Pretendemos mostrar se há contaminação e quais são esse níveis à que estamos expostos” justificou.

Outro componente importante no desenvolvimento do trabalho da Rede é o Ministério Público do Trabalho (MPT). Para a procuradora Maria Nely Bezerra, o combate aos impactos desses insumos a saúde do trabalhador é de extrema importância. “O uso do agrotóxico é uma situação que preocupa o Ministério Público. Uma de nossas funções dentro da Rede é apontar matérias de interesse para o desenvolvimento de pesquisas por que é a partir dessas pesquisas que poderemos conseguir dados e informações para subsidiar a nossa atuação” pontuou.

COMPARTILHE:


Confira também:


TRE-TO

Partidos Políticos têm 30 dias para informar CNJP à Justiça Eleitoral

No Tocantins, conforme informações da Secretaria Judiciária e de Gestão da Informação do TRE-TO, 29 partidos estão em situação irregular por não terem realizado o cadastro de seus diretórios municipais ou regularizado o Código de Natureza junto ao CNPJ

Queda de Braços

Prefeita Cinthia Ribeiro ataca Palácio Araguaia e governo libera servidora para assumir pasta da educação

Mesmo liberando a servidora Cleizenir Divina dos Santos para assumir a educação do município governo não demonstra interesse em participar da gestão Cinthia.



Pedro Afonso

Após recorde de soja, Coapa registra produção histórica no recebimento do milho safrinha

O presidente da Coapa aproveitou para parabenizar a equipe de colaboradores pela dedicação no atendimento aos produtores e por garantir um bom resultado na safra.


Fórum

Banco não dá baixa em alienação fiduciária de veículo, quitado há 3 anos, e terá que indenizar consumidor em R$ 15 mil por danos morais

Em sua defesa, a instituição bancária alegou que a baixa da alienação já havia sido feita, mas o magistrado entendeu que ficou configurado o ato ilícito praticado pelo banco, pois não existem documentos que comprovem essa efetivação


Miracema

Miracaxi mantém tradição e agrada público local e turistas

O evento foi reforçado com segurança particular especializada, detector de metais, câmeras de monitoramento da PM e do município, policiamento militar, civil, força tática e Corpo de Bombeiros.


Hospital de Amor

Ao completar 10 anos, Leilão Pecuária Solidária volta a Palmas: edição deste ano será dia 9 de novembro


Poluição

Aceiros realizados pela Seder no Parque Estadual do Lajeado auxiliam no combate às queimadas


Palmas

Divulgado resultado preliminar dos projetos classificados para concorrerem ao Edital do Itaú Social 2019


Turismo

Taquaruçu merece um olhar especial por parte das gestões públicas


Defensoria

Dados apontam que 81,6% das pessoas atendidas pela Defensoria Pública vivem com até um salário mínimo


Seciju

Ações contra violações de direitos são realizadas em praias do estado



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira