Tuesday, 23 de April de 2019

SAÚDE


Cirurgias

Saúde realiza mutirão de cirurgias do aparelho digestivo e reduz fila de espera

17 Sep 2018    14:56
Divulgação Saúde realiza mutirão de cirurgias do aparelho digestivo e reduz fila de espera

Dezoito pacientes foram beneficiados com o mutirão de cirurgias do aparelho digestivo no Hospital Geral de Palmas (HGP) neste sábado e domingo, dias 15 e 16. A iniciativa busca reduzir a lista de espera dos pacientes eletivos, aqueles que não têm risco eminente de morte, não urgentes, mas que necessitam de cirurgia. Ação é promovida pela Secretaria de Estado da Saúde em parceria com a equipe do Hospital Geral de Palmas e integra o projeto Opera Tocantins.

 

Segundo o médico coordenador de cirurgias do aparelho digestivo do HGP, Itágores Hoffman I, foram feitas quatro colecistectomia (vesícula), sete cirurgias de hérnia inguinal e sete de hérnia umbilical. “Com o avanço e difusão da cirurgia de videolaparoscópica, o procedimento é minimamente invasivo, de menor trauma cirúrgico, permitindo que o paciente se recupere mais rápido  e possa retornar às suas atividades, além de menor dor no pós-operatório e menor risco de complicações. É o que possui de mais moderno em todo o mundo”, declarou.

 

A diretora adjunta do HGP, Renata Duran, reiterou que, além de diminuir a lista de espera, o mutirão está focado na melhor assistência ao paciente que necessita do serviço de saúde. “Esse tipo de mutirão é extremamente relevante para a sociedade e usuários que estavam aguardando essa oportunidade. Foram liberados 18 leitos, temos os melhores equipamentos e a equipe realizou as cirurgias durante a madrugada. São cirurgias de pequena complexidade e minimamente invasivas, então, o paciente não precisa de um longo período de internação e a recuperação é acelerada, com alta rápida”.

 

A dona de casa Edilene Brito Gonçalves, de Pindorama, aguardava há um ano e dois meses a cirurgia de hérnia. “O problema incomodava muito na hora de fazer os serviços de casa, sinto muita dor quando pego peso e lavo roupa. Acredito que após a cirurgia consiga fazer tudo em casa”.

 

O pedreiro Djano Santos, de 41 anos, morador de Palmas, também foi beneficiado pelo mutirão. “Eu já perdi muito trabalho por conta dessa hérnia, não conseguia pegar peso, desconforto pra levantar e abaixar. Estou feliz de poder fazer essa cirurgia e levar uma vida normal.”

COMPARTILHE:


Confira também:


Justiça

Tribunal do Júri : Eletricista é condenado a 12 anos de prisão por homicídio qualificado na Capital

O juiz William Trigilio da Silva determinou ainda que Juliano Gemmus Barbosa da Silva cumpra a pena inicialmente em regime fechado

Previdência

Relator da reforma da Previdência na CCJ faz mudanças no parecer

O segundo ponto é a concentração, na Justiça Federal em Brasília, de ações judiciais contra a reforma da Previdência.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira