Thursday, 03 de December de 2020

VIVER


Ritmo de solidão

A inimiga oculta do Natal que presenteia milhares de moradores solitários: a tristeza

17 Dec 2008

Cores, sons, ruas e árvores iluminadas, apelos nítidos de consumo. O que para uns seria uma data festiva repleta de comemorações, para outros, trata-se de um período de desânimo e que quase sempre está associado à solidão. Aqueles que, por opção, vivem sozinhos, independente de qualquer laço familiar, interpretam de outra forma o simbolismo do Natal. “Quando morava com minha família, eu esperava o ano todo pra (sic) chegada do Natal; hoje, para mim, é uma data comum”, diz Elaine Bezerra, funcionária pública. Longe de casa e sozinha, ela diz que “a pior parte do Natal é não ter com quem passar a véspera (dia 24) e ver a vizinha assando um churrasco com a família”.

Para a psicóloga Luiza B. Silva, parcialmente, o momento vivido por Elaine não se trata de nenhum progresso de depressão. “Cada um tem a sua maneira de olhar as coisas. Aquelas pessoas que moram sozinhas e que não mantêm contato com o seio familiar se sentem retraídas na época em que a maior celebração é a família”, explica. “Do ponto de vista clínico, é comum qualquer pessoa sentir solidão, seja em qualquer data do ano. O que deve ser levado em consideração é a intensidade desse sentimento”, completa.

Os especialistas são unânimes em afirmar que a depressão esporádica de Natal é considerada natural pela psicologia, porém deve-se ficar atento à depressão patológica, aquela que persiste por anos, e transforma o dia-a-dia em círculos de mau humor, tristeza, mágoa e falta de perspectiva. Portanto, é importante não confundir sentimentos de solidão e depressão. Não saber lidar com espírito natalino - sozinho ou repleto de amigos - é extremamente normal.

Uma boa alternativa para se livrar do abatimento que acomete milhares de brasileiros no Natal é projetar um cronograma de tudo que se pretende fazer nas comemorações. “Procure um amigo que também more sozinho, planeje uma viajem, ou decore sua casa e chame pessoas mais próximas”, sugere a especialista.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Governo do Tocantins libera R$ 4 milhões do Crédito Popular e beneficia mais de 760 famílias

Em apenas 60 dias após o seu lançamento, a linha Crédito Popular, inicia o mês de dezembro com a liberação de crédito para famílias tocantinenses


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira